Objetivo

Multicultura como o próprio nome propõe, refere-se ao reconhecimento do “diferente”, não porque eu ou você sejamos de certo modo diferentes, mas o multiculturalismo vem como conceito, romper essa barreira de intolerância ao outro, e desvendar os olhos daqueles que são da opinião, de que indivíduos de outra raça, etnia, classe, costumes e culturas, que não se assemelhe ao seu “dito Padrão”, não mereça os mesmos direitos dos seus.
No Brasil onde a grande parte da população é uma mistura de raças, ainda assim podemos perceber em cada clique na Internet em busca de reportagens sobre o preconceito ou a discriminação encontramos histórias, que nos levam a crer que as mentalidades das pessoas precisam de algum modo ser desenvolvidas.
Como futuras educadoras teremos um papel fundamental na formação do ser social de nossas crianças, na escola encontraremos alunos das mais variadas classes, cultura, costumes, raças, necessidade física. Assim explorar a Diversidade Cultural na Escola, nos abrirá portas para trabalharmos de modo correto a construção ser social. As crianças aprendem e imitam o que ensinamos e passamos, por isso vamos repassar esses valores e dizem NÃO AO PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO, e RUMO A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS DIGNA DE SEUS DIREITOS.

Queremos através deste blog expressar nossas idéias sobre as diferentes manifestações da diversidade cultural presentes na sociedade brasileira e principalmente o nosso papel de educador e da escola nessa diversidade.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Pólo Porto Velho_RO
Alunas: Fabiana Dos Santos
              Yone Valmicilha
              Sara Eller

PROF: CAMILA


1)      Você é professora alfabetizadora e um dos alunos da sua turma, o Pedro, está com dificuldades para aprender a ler e a escrever. Ele tem 7 anos e, apesar de ser uma criança adorável, apresenta alguns problemas visíveis em sala de aula. Você, dessa forma, percebe que ele precisa de ajuda e decide encaminhar uma carta para a psicopedagoga da escola relatando o problema.
Você deverá escrever as duas cartas e postar no blog. Para escrever à psicopedagoga, use características do texto científico.


Eu professora Maria do Carmo do segundo ano da turma B, venho através desta encaminhar o aluno Pedro que apresenta dificuldade no aprendizado, não consegue ler e não tem coordenação motora fina, tem dificuldades na fala,  é uma criança muito quieta, chegando até se isolar dos demais alunos por ser um aluno tímido. Diante disto encaminho o aluno Pedro para um acompanhamento especializado com a psicopedagoga da escola.



2)      A mãe do Pedro não tem formação pedagógica, mas demonstra grande interesse pelo aprendizado do filho, e você decide escrever uma carta também para ela relatando o caso. Não há, nessa situação, possibilidades de falar com ela pessoalmente.


 Venho por meio desta lhe informar  que o seu filho Pedro vem apresentando dificuldades no aprendizado,  ele não consegue ler e escrever, é um aluno muito tímido, então peço a senhora que acompanhe seu filho nas atividades e que faça leituras de textos pequenos e interativos para que ele possa melhorar no seu rendimento escolar.Além disso converse com seu filho sobre as dificuldades que ele tem, para poder ajudá-lo.


Professora Maria do Carmo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário